Você está aqui: Página Inicial > Adm. Indireta > DER > Noticias > Pesquisa da CNT confirma que a Paraíba tem a 2ª melhor malha rodoviária do Nordeste e a 4ª do país

Notícias

Pesquisa da CNT confirma que a Paraíba tem a 2ª melhor malha rodoviária do Nordeste e a 4ª do país

Ao comentar nesta quarta-feira (0 8)  a pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes (CNT) que apontou que o nosso Estado tem 23,6% de suas rodovias classificadas como ruim ou péssima, o Diretor de Transportes do DER - Departamento de Estradas de Rodagem da Paraíba, engenheiro José Arnaldo Souza Lima, disse que os dados não refletem  a  realidade, até porque ela foi realizada em apenas 411 km de rodovias, quando o Estado tem sob sua responsabilidade mais de 3.600 km, dos quais nos últimos 7 anos foram pavimentados ou restaurados 2.380 km

No mês de setembro último, a revista Veja publicou uma pesquisa realizada pelo Centro de Liderança Pública em parceria com a Economist Intelligence Group e Tendências Consultorias, na qual coloca a Paraíba liderando o ranking na região Nordeste em infra-estrutura e logística de transportes. O dirigente do DER lembra que a própria pesquisa da CNT coloca nosso Estado em 2º lugar entre as melhores rodovias da região Nordeste, atras somente do Estado de Alagoas e em 4º entre todos os Estados do país.

A pesquisa da CNT apontou como uma das causas da degradação da malha rodoviária nacional a falta de investimentos público. José Arnaldo diz que é importante destacar que a Paraíba, nos últimos 7 anos, investiu quase 1,5 bilhão de reais em obras de ampliação e modernização de sua malha rodoviária, atingindo hoje 3.600 km de rodovias pavimentadas, representando 65% do total existente. Na pesquisa, no entanto, a CNT afirma que o Brasil tem apenas 12,3% de sua malha rodoviária pavimentada.

Foi também identificado pela pesquisa que das 10 piores rodovias  do Brasil nenhuma pertence ao Estado da Paraíba, cuja lista é encabeçada por estados ricos como Paraná, Santa Catarina, Goiás e Bahia, todos com rodovias em péssimas condições.

O diretor do DER diz que a CNT, que agrega as empresas de transportes de carga no Brasil, não se reporta em nenhum momento a que as principais causas dos desgastes prematuros na estrutura dos pavimentos  são decorrentes do excesso de peso transportado pelos caminhões, o que ultrapassa o que é permitido pela legislação brasileira.

No caso da Paraíba, o governador Ricardo Coutinho, com o apoio permanente do engenheiro João Azevedo, titular da Secretaria de Infra-Estrutura, Recursos Hídricos, Meio e Ciência e Tecnologia, vem implementando os Programas Caminhos da Paraíba, Estrada Segura e Mais Trabalho, respectivamente pavimentando novas rodovias, restaurando as já existentes, e fazendo a conservação da malha rodoviária do Litoral ao Sertão, principalmente naquelas que se encontram mais desgastadas e que corresponde no máximo a 15%. Com conservação estão previstos para 2018 investimento de R$ 20 milhões.

José Arnaldo lembra, ainda, que vale destacar a decisão do governador Ricardo Coutinho de retirar do isolamento 54 cidades que ainda não tinham acessos pavimentados. Hoje nenhuma cidade da Paraíba deixa de ser beneficiada com rodovia pavimentada em bom estado de conservação.

Finalmente, José Arnaldo diz que os paraibanos podem continuar orgulhosos, pois, com certeza, temos uma das melhores malhas rodoviárias do país.

Voltar para o topo
Plataforma Padrão CODATA de Portais
Desenvolvido com o CMS de código aberto Plone